segunda-feira, 27 de abril de 2009

MASTER CLASS

MASTER CLASS

TIETA

Novela de
Aguinaldo Silva

Personagens desta cena
PERPÉTUA
RICARDO
TIETA


Nº DE LINHAS MÁXIMO PROPOSTO : 50 LINHAS
Nº DE LINHAS UTILIZADO NA CENA : 50 LINHAS (formatado)

Perpétua puxa o lençol que cobre Ricardo, revelando-o.

CORTE PARA:


CENA 1. QUARTO. CASA DE TIETA. INTERIOR. NOITE.

Close de Perpétua, olhos arregalados, boca aberta, olhar distante.

TIETA — (se aproximando) Não é bem isso que você está pensando...
PERPÉTUA — (balbuciando, como se fizesse sentido, as palavras em ritmo rápido, sem pontuação, sendo “metralhadas”) Ai, a casa que é como se fosse o que fosse e que ficava sendo o que foi no meio das provações infinitas de Deus que é o que foi e o que se deu no canto da sala sorrindo...
TIETA — (aproximando-se, enquanto Ricardo se cobre novamente) Hein??? Endoidou, mulher???
PERPÉTUA — (levantando-se e postando-se ao lado da cama, falando em tom mais alto)...E estava em cima e sobre o que sempre esteve subindo sobre o coisa-ruim que batias as asas em cada um dos pecadores embaixo dos olhos do senhor no meio de tudo e do lado de nada!
TIETA — Em cima do que?...
PERPÉTUA — (andando pelo quarto a esmo, olhando para o alto, braços levantados) ... E sobre o tudo estava o nada naquilo que se deu em cada fogo da fornicação que queimava o que era e também o que foi na luz das provações que viriam do altíssimo pra inundar a terra na mansidão do que se deu...
TIETA — Ai, meu Jesus Cristo, você não está dizendo coisa com coisa, Perpétua!!! Como entrou aqui??? Esse é meu quarto, você não tinha o direito...
PERPÉTUA — ... Esse é o manto da salvação de cada canto e em cima de tudo que desce abaixo do céu e ilumina o que foi dentre o que era e ainda que não fosse jamais seria sendo o que é na hora de tudo se acabar na chama do inferno...
RICARDO — (levantando-se rapidamente, protegendo-se com o lençol e aproximando-se de Tieta, sussurrando-lhe, enquanto observa Perpétua andar sem rumo pelo quarto, dizendo palavras sem nexo) O que está havendo??? Mãinha enlouqueceu???
TIETA — (também sussurrando) E eu é que vou saber??? Vai, vai, se arruma e sai daqui...
RICARDO — (se arrumando, de forma atrapalhada, nervoso) Tá, eu vou... (sai pela janela).
TIETA — (se aproximando de Perpétua) Minha irmã, que diachos está havendo com você???
PERPÉTUA — (olhando assustada para Tieta, que lhe segura. Livra-se de Tieta e se encaminha para a porta, aos gritos) ...veja a luz se apagar antes que se acabe o que não começou... (sai correndo pela porta).
TIETA — Ai, meus Deus, o que vai ser agora??? (sai pela porta também, atrás de Perpétua).

CORTA PARA:

4 comentários:

Diego. disse...

A idéia da cena é boa. Poderia ter tido um desfecho melhor...O diálogo podia ser mais enxuto...Mas a idéia é bacana.
Dá uma olhada na minha:

http://cenaemfoco.blogspot.com

Denise Andrade disse...

achei uma boa saída pra cena...
bem pertinente à personagem.
Não cheguei a escrever por isso admiro sua iniciativa!
Parabéns!
Às vezes escrevo...
www.cafenoturno.blogspot.com
Até breve...

bysilver_br disse...

A idéia da cena foi muito boa. Penso que você deveria ter usado nas falas das personagens, principalmente de Tieta e Perpétua, aquelas palavras que faziam parte do vocabulário delas.

Eu, infelizmente, resolvi partir para o óbvio: a idéia do sonambulismo, que 3 em cada 4 candidatos usaram...
Veja minha cena em:

http://marcossilverio.blogspot.com/

André Carretoni disse...

Ok. Agora que descobri que vc tem um blog. Estou lendo os textos anteriores e peço para que continue a atualizá-lo. Saudades.